Orbital ATK lança cápsula Cygnus com provisões para ISS

nstantes antes ao lançamento da Cygnus, na Flórida

Com cerca de um mês de atraso, a empresa americana Orbital ATK lançou nesta terça-feira sua cápsula não tripulada Cygnus para realizar uma nova missão de abastecimento da Estação Espacial Internacional (ISS), como parte de um contrato com a Nasa.

Em um céu aberto e com poucas nuvens, o foguete Atlas V de dois estágios da empresa United Launch Alliance (ULA), que transporta a Cygnus, se separou da sua plataforma de lançamento da base de Cabo Canaveral, na Flórida, às 11H11 local (12H11 Brasília), no início de uma janela de lançamento de 30 minutos.

"O lançamento do foguete Atlas V com a Cygnus e o S.S. John Glenn amplia o mandato da pesquisa para viver e trabalhar no espaço", disse George Dill, comentarista da agência espacial americana.

S.S. John Glenn é o nome dado pela Nasa à missão de abastecimento da ISS, em homenagem ao primeiro astronauta americano a orbitar a Terra, falecido no ano passado aos 95 anos.

"A Cygnus está em perfeitas condições e os dois painéis solares estão implantados", disse mais tarde a Orbital ATK em um comunicado.

Pela primeira vez, a agência espacial americana, em colaboração com a ULA e a Orbital ATK, mostrou imagens panorâmicas de 360 graus do lançamento.

rata-se da sétima missão de abastecimento da ISS realizada pela Orbital ATK como parte de um contrato de 1,9 bilhão de dólares com a Nasa.

A Cygnus está carregada com 3,45 toneladas de equipamentos, que incluem mais de 900 kg de material para experimentos científicos, 950 kg de provisões para a tripulação e 1,22 tonelada de peças destinas à estação.

A cápsula se separou do segundo estágio do foguete conforme o previsto, 21 minutos depois da decolagem.

Entre os experimentos científicos figuram pesquisas sobre o comportamento dos anticorpos em microgravidade, que poderiam aumentar a eficácia da quimioterapia contra o câncer, assim como um estudo avançado da fisiologia das plantas e do cultivo de produtos alimentícios frescos no espaço.

- Explosão -

A Cygnus transporta também 38 minissatélites CubeSats, muitos deles construídos por estudantes do mundo todo, que serão implementados nos próximos meses a partir da ISS.

A cápsula chegará à estação espacial no sábado, dois dias depois do acoplamento, previsto para quinta-feira, de uma cápsula russa Soyuz que transportará o russo Fyodor Yurchijin e seu colega americano Jack Fischer.

Esta cápsula será lançada na quinta-feira no cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

Na ISS, os dois astronautas se reunirão com a americana Peggy Whitson, o francês Thomas Pesquet, da Agência Espacial Europeia, e o russo Oleg Novitski.

As cápsulas Soyuz têm três lugares, mas desde a recente decisão da agência espacial russa de limitar o número de cosmonautas na tripulação da ISS para reduzir gastos, só transportam dois.

Após a explosão do foguete Antares em 2014 pouco depois da decolagem, no centro espacial de Wallops, na costa americana da Virgínia, a Orbital decidiu substituir os motores russos do primeiro estágio do foguete por versões mais modernas, também de fabricação russa.

Durante este tempo, a Orbital realizou dois voos de abastecimento da Cygnus com foguetes Atlas V, em 2015 e 2016, e retomou com sucesso o lançamento de um foguete Antares com um primeiro estágio provisto de novos motores em outubro de 2016 em Wallops.

No entanto, para o lançamento desta terça-feira, a Orbital ATK decidiu recorrer uma terceira vez a um foguete Atlas V, em resposta às exigências da Nasa para esta missão.

https://br.financas.yahoo.com/noticias/orbital-atk-lan%C3%A7ou-c%C3%A1psula-cygnus-provis%C3%B5es-iss-213807448--sector.html


Categoria:+Economia

Deixe seu Comentário