Máscaras de proteção feitas por internos de Pedrinhas serão doadas para alunos de escolas públicas

A previsão é que as máscaras sejam entregues aos estudantes e profissionais da educação a partir de agosto, mês previsto para que as aulas presenciais recomecem.

Detentos de Pedrinhas começam a confeccionar um milhão de máscaras contra novo coronavírus no Maranhão Divulgação/Governo do Maranhão Máscaras de proteção, produzidas por internos do sistema prisional do Maranhão, serão doadas para mais de 300 mil alunos e profissionais da rede estadual de ensino.

A iniciativa, resultado de parceria entre as Secretarias de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) e de Educação (Seduc), irá beneficiar cerca de mil escolas estaduais.

A previsão é que as máscaras sejam entregues aos estudantes e profissionais da educação a partir de agosto, mês previsto para que as aulas presenciais recomecem.

Durante as aulas, as escolas deverão seguir os protocolos de segurança de acordo com as organizações de saúde, e uma das medidas é o uso de máscaras pelos estudantes e profissionais. Nesta semana, o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Murilo Andrade de Oliveira, realizou a entrega simbólica das máscaras de proteção ao secretário da Seduc, Felipe Camarão.

No total, serão mais de 1 milhão de máscaras, feitas com utilização da mão de obra carcerária, entregues à rede estadual de educação.

Produção Desde abril, mais de 300 detentos do sistema prisional do Maranhão trabalham na confecção de máscaras de proteção.

A meta de produção diária é de cerca de 30 mil máscaras.

O trabalho acontece nas 5 malharias instaladas no Complexo Penitenciário de São Luís. Os presos envolvidos na produção, além da remição de pena, que a cada três dias de trabalho reduzem um dia no sistema prisional, são remunerados com ¾ do salário mínimo pelo trabalho realizado. O método produtivo preza pela higiene e qualidade, sendo obrigatória a utilização de itens de proteção individual pelos presos.

Quanto à matéria-prima, os custodiados utilizam TNT atóxico e hipoalergênico. Além das máscaras, a Seap está adequando um local com 158 máquinas para produzir jalecos, toucas, sapatilhas descartáveis de proteção e protetor facial (face shield). Initial plugin text
Categoria:Maranhão