Detentos produzem máscaras de proteção contra o coronavírus em Juiz de Fora

Material será distribuído para quem atua na limpeza urbana do município e na Penitenciária Ariosvaldo Campo Pires.

Trabalho é realizado em cerca de 20 unidades prisionais de Minas Gerais Sejusp/Divulgação Pelo menos cinco detentos da Penitenciária Ariosvaldo Campo Pires produzem máscaras contra o coronavírus em Juiz de Fora.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (25) pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). De acordo com a Sejusp, os presos e costureiros que atuavam na confecção de artigos na camisaria Chico Rei confeccionam o material, que será distribuído para quem atua na limpeza urbana do município e na unidade prisional. Em nota, o órgão também informou que Minas Gerais vai contar com a participação de 20 unidades prisionais e cerca de 200 detentos na fabricação de máscaras de proteção contra a propagação do coronavírus.

A previsão é que na próxima semana, 22 mil máscaras cirúrgicas sejam produzidas diariamente pelos presos, para uso da população, hospitais, asilos e também pelas forças de segurança do Estado.

Categoria:MG - Zona da Mata